ENFERMAGEM

ENFERMAGEM
É ISTO

sexta-feira, 29 de setembro de 2017

BIOQUÍMICA ─ CONSTANTE DE MICHAELLIS

Constante de Michaellis

    Se ao gráfico do capítulo anterior marcarmos nas ordenadas o ponto correspondente a metade de Vm, corresponder-lhe-á nas abcissas uma determinada concentração de substrato, como podemos ver no gráfico acima.
    A concentração de substrato para a qual o enzima actua a metade da velocidade máxima constitui a chamada constante de Michaellis (Km).
    Este valor é característico de cada enzima.
    Se Km é muito elevado, isto significa que é necessária uma elevada concentração de substrato para atingir metade da velocidade máxima, ou seja, o enzima tem pouca afinidade para o substrato.
    Se, pelo contrário, Km é baixo, quer dizer que é necessária uma pequena concentração de substrato para atingir metade de Vm, isto é, o enzima tem grande afinidade pelo substrato.
    Geralmente podemos calcular aproximadamente a afinidade pelo inverso de Km: A   _~ 1/Km. 
    O conhecimento de Km também permitiu constatar que normalmente, nas células, os enzimas trabalham com concentrações de substrato relativamente pequenas (muito abaixo do ponto de saturação).
    Outra utilidade do Km consiste no seu emprego no laboratório para o estudo da actividade enzimática, pois em regra atinge-se a velocidade máxima usando concentrações de substrato dez vezes maiores que Km.

Sem comentários:

Enviar um comentário