ENFERMAGEM

ENFERMAGEM
É ISTO

quarta-feira, 28 de junho de 2017

BIOLOGIA — RELAÇÃO ENTRE A SUPERFÍCIE CELULAR E O VOLUME

    Nesta figura vemos um volume representando um metro cúbico, um cubo medindo um metro de lado.
    Este cubo tem seis lados, cada um dos quais tem um metro quadrado de superfície, dando ao cubo uma área de superfície total de seis metros quadrados, e uma relação superfície-volume de seis para um.
    Se agora aumentarmos as dimensões do cubo igualmente (de um metro) em todos os lados, a superfície de cada lado passará a medir quatro metros quadrados no total.
    O volume total aumentou para oito metros cúbicos.
    A relação superfície-volume decresceu agora de 24 para 8 — ou 3 para 1, apenas metade da do cubo mais pequeno.
    Se agora aumentarmos as dimensões do cubo para 3 metros em cada lado, a área da superfície total será de 54 metros quadrados e o volume de 27 metros cúbicos.
    A razão superfície-volume baixou agora para 2 para 1.
    Manifestamente, então, à medida que o volume do cubo aumenta, a sua superfície relativa decresce.
    As células vivem num meio aquoso e têm de obter as matérias-primas do seu ambiente.
    Elas também têm de libertar para o meio produtos de excreção.
    A gama de dimensões da maioria das células proporciona, aparentemente, uma relação superfície-volume adequada para permitir a entrada e saída de substâncias da célula em quantidades suficientes para manter a célula.
    A área de células maiores não seria, provàvelmente, suficientemente grande para permitir a passagem de substâncias suficientes para sustentar o maior volume de protoplasma, e o volume de células mais pequenas podia não ser suficiente para fornecer espaço para todos os componentes necessários para a vida.
    Há dois tipos fundamentais de células:

    — As células eucarióticas possuem um núcleo discreto e outros organelos, e encontram-se nos seres humanos e na maioria dos organismos que nos são familiares.

    — A célula procariótica encontra-se nas bactérias e em certas algas primitivas.
        As células procarióticas não contêm núcleos discretos, organizados, nem outros organelos.

    O núcleo da célula eucariótica contém o material hereditário da célula e é responsável pela regulação das reacções químicas do protoplasma em geral.
    A maioria destas recções têm lugar no líquido complexo chamado citoplasma,
que se encontra exteriormente ao núcleo, e onde a maior parte dos componentes químicos estão reunidos em organelos.
    O núcleo e o citoplasma são colectivamente designados por protoplasma.

Sem comentários:

Enviar um comentário