ENFERMAGEM

ENFERMAGEM
É ISTO

sábado, 20 de maio de 2017

DESCALCISMO — CAMINHAR DESCALÇO É A CHAVE PARA MANTER UM CORPO SÃO

    Notaste como te sentes bem ao caminhares descalço na areia da praia ou num bosque?
    Há uma razão para isso: é o chamado "efeito Terra".
    A razão desta sensação de bem-estar deve-se ao facto de estares a receber da Terra uma onda curativa de potentes electrões.
    A Terra tem uma carga ligeiramente negativa, de modo que, quando pisas descalço essa areia, os electrões da corrente da Terra no teu corpo dão-te uma "transfusão" virtual de poder curativo.
    O documentário "Pés Descalços 2" é o resultado da película "The Grounded" (Ligação à Terra), publicado em 2013.
    A sequência apresenta Step Sinatra, filho do cardiologista Dr. Stephen Sinatra, o astronauta Dr. Edgar Mitchell e um servente, entre muitos outros.
    Step era um comerciante de Wall Street, até a sua saúde começar repentinamente a declinar, levando-o à beira da morte.
    Ele atribui a sua recuperação definitiva ao que aprendeu acerca do contacto com a Terra, juntamente com a mudança para uma dieta orgânica completa.
    Em 2010, o pai, Dr. Stephen Sinatra, publicou um livro sobre o poder curativo da Terra, chamado "Ligação à Terra: A descoberta mais importante, acerca da saúde, jamais obtida", em co-autoria com Clint Ober, um dos pioneiros neste campo.


O MELHOR ANTIOXIDANTE E O MELHOR ANTI-INFLAMATÓRIO

    Estar sobre a Terra ou pisá-la define-se como pôr os pés descalços sobre o terreno, seja ele terra, erva, areia ou cimento (especialmente quando está húmido ou molhado).

Na terra.
Na erva.
Na areia
No cimento.
    Quando estão enriquecidos com electrões, produz-se uma melhora no equilíbrio do sistema nervoso simpático e parassimpático.
    A Terra é uma fonte natural de electrões e subtis campos magnéticos, que são essenciais para o bom funcionamento do sistema imunológico, da circulação, da sincronização dos biorritmos e de outros processos fisiológicos, e pode, de facto, ser a mais eficaz, essencial, menos custosa e mais fácil maneira de obter antioxidantes.
    A ciência moderna documentou a fundo a relação entre a inflamação e todas as doenças crónicas, incluindo enfermidades do envelhecimento e o processo de envelhecimento em si.
    É importante entender que a inflamação é uma condição que pode ser reduzida ou evitada ao pôr o corpo em contacto com a Terra, que é a forma prática que utilizaram todos os teus antepassados durante centenas senão mesmo milhares de gerações.


PISAR A TERRA É UM ASPECTO FUNDAMENTAL PARA SE TER UMA BOA SAÚDE
     O "stress" dos radicais livres, como resultado da exposição à contaminação pelo mercúrio, pelos cigarros, pelos insecticidas, pesticidas, lubrificantes, radiações e muitos outros, está a esgotar contìnuamente os electrões do teu corpo.
    Esta é uma das principais razões pelas quais se usam os antioxidantes, que levam electrões de volta ao teu corpo, ajudando assim os teus tecidos a repelirem o dano provocado pelos radicais livres.
    Também podes obter estes electrões saindo à rua descalço.
    Pisar a terra ajuda a neutralizar no teu corpo as cargas positivas prejudiciais dos radicais livres.
    Segundo Clint Ober, esta falta de ligação à Terra, que parece ser um fio condutor na maioria das doenças crónicas, é um fenómeno denominado "síndrome de deficiência de electrões".
    O uso de girassóis prova os poderosos efeitos biológicos do contacto com a Terra. 


EFEITOS, PARA A SAÚDE, DE PISAR A TERRA
    Quando o teu corpo está exposto a um grande "stress" de radicais livres, o sangue tende a espessar-se e as cargas positivas acumulam-se no mesmo corpo.
    Isto causa inflamação crónica, que é uma característica da maioria das doenças crónicas e degenerativas.
    Pisar a Terra de modo efectivo ajuda a aliviar a inflamação no corpo.
    Desta maneira, ajuda-te a diluir o sangue, ao fazer com que os teus glóbulos vermelhos, com um excesso de electrões, possam repelir-se eficazmente entre si, evitando que se tornem aderentes, o que pode levar à formação de coágulos que, por sua vez, podem causar-te um ataque cardíaco ou uma hemorragia cerebral.
    A investigação demonstrou que demora uns 80 minutos a que os electrões livres da Terra cheguem à corrente sanguínea e transformem os teus glóbulos.
    Neste sentido, podemos referir que os primeiros anovulatórios (e inclusivé algumas das pílulas actuais), eram conhecidos por causarem ataques cardíacos nas mulheres.
    Um dos mecanismos responsáveis por este aumento de risco é os estrogénios sintéticos e a progesterona aumentarem a viscosidade do sangue.
    Outras alterações bioquímicas causadas pela ligação à Terra incluem trocas em:
  • Fósforo.
  • Metabolismo com cácio.
  • Metabolismo de fibromas.
  • Glóbulos brancos. 
    Pisar a Terra também ajuda a acalmar o sistema nervoso simpático, que apoia a tua variabilidade de frequência cardíaca, a qual desempenha um papel importante no equilíbrio do teu sistema nervoso autónomo.

    O alívio da dôr, a melhoria do sono e, em geral, a sensação de maior bem-estar, são apenas alguns dos benefícios, para a saúde, referidos por pessoas que praticam o descalcismo.
    Por último, mas não menos importante, está o facto de que, ao andar descalço, os electrões de carga negativa que recebes aumentam a estrutura da água nas tuas células, da mesma maneira que a água aumenta a sua estrutura quando uma carga negativa é introduzida por um eléctrodo.
    — É água viva carregada negativamente — explicou o Dr. Gerald Pollack, autor de "A  Quarta Fase da Água: Mais do que Sólidos, Líquidos e Vapor".
    Esta água pode armazenar energia, como numa bateria, e também pode ministrar esta energia. 
    Em suma: quando te ligas à Terra estás a carregar cada célula do teu corpo com energia que podes utilizar para a auto-cura.


OS MODERNOS SAPATOS PARA CORRER PODEM ESTAR A DESTRUIR A TUA SAÚDE
    Materiais como os metálicos são condutores eléctricos.
    Contêm electrões livres ou móveis, que podem levar energia eléctrica de um lugar para outro.
    O teu corpo é algo parecido com um bom condutor devido a conter um grande número de iões carregados (chamados electrólitos) dissolvidos em água.
    Como tal, o teu sangue e outros fluidos corporais são bons condutores.
    Os electrões livres ou móveis também podem mover-se dentro do corpo.
    A Terra é uma fonte natural de electrões essenciais para o bom funcionamento do sistema imunológico, da circulação e da sincronização dos biorritmos e doutros processos fisiológicos.
    Outros materiais, denominados isolantes, têm poucos electrões livres ou móveis.
    O plástico e a borracha, por exemplo, som bons isolantes e utilizam-se para revestir os cabos eléctricos, evitando que os condutores se toquem entre si e entrem em contacto com a tua pele, pois de outro modo poderiam electrocutar-te.
    Tradicionalmente, o calçado era de couro, que, na realidade, conduz electrões, e, portanto, mantém contacto condutor entre a Terra e os pés.
Sandálias indianas, de couro.
    A borracha de hoje e os plásticos, porém, são isolantes eléctricos, bloqueando, por sua vez, o fluxo benéfico dos electrões da Terra para o teu corpo.


COMO "FAZER TERRA", NO INTERIOR E NO EXTERIOR
    Caminhar descalço é uma das melhores e mais simples maneiras de estar ligado à Terra, mas terás de o fazer em superfície adequada.
    No Mundo moderno, muitas superfícies onde caminhas não permitem a transferência de electrões entre a Terra e o teu corpo.
    Aqui se incluem o asfalto, a madeira, a borracha, o plástico e o alcatrão.
    As superfícies que permitem ao teu corpo entrar em contacto com a Terra incluem:
Areia (na praia).
Erva (de preferência húmida).
Terra nua.
Cimento.


Mosaico hidráulico.
    Estes dois últimos não deverão estar pintados nem impermeabilizados.
Pavimentos cerâmicos
    Nos interiores, ou durante uma viagem de avião, há maneiras simpes de ajudar a permanecer em contacto com a Terra.
    Ter uma mão numa torneira, enquanto te barbeias, ajuda a manter o contacto com a Terra.
    E enquanto estás num avião, podes tirar os sapatos e pôr os pés, descalços ou com meias, na estrutura de aço da cadeira da frente.
    Também existem almofadas de ligação à Terra, que podem ser utilizadas para te sentares ou dormir.
    Estas podem ser benéficas se viveres num edifício de grande altura.


PISAR A TERRA PODE SER ESSENCIAL PARA A VIDA E PARA A SAÚDE

    É importante perceber que pisar a Terra não é um "tratamento" ou uma "cura" para alguma doença ou perturbação.
    Mas é bem um dos principais mecanismos mediante o qual o corpo mantém o equilíbrio e a saúde.
    O corpo humano evoluíu em contacto permanente com a Terra, e o teu corpo necessita desta contínua permuta de energia para poder funcionar correctamente.
    O exercício descalço ao ar livre é uma das mais maravilhosas, baratas e poderosas formas de entrar em contacto com a Terra na tua vida diária.

     Ou, se referires, podes simplesmente tirar o calçado o mais que puderes, quando estiveres ao ar livre, para tirar proveito destas oportunidades com bases naturais.

Sem comentários:

Enviar um comentário