ENFERMAGEM

ENFERMAGEM
É ISTO

sexta-feira, 26 de maio de 2017

BOTÂNICA — RAMOS E SUAS MODIFICAÇÕES

    Ramo é um eixo caulinar, com folhas.
    Também, às vezes, recebe o nome de cormo.
    Além dos ramos normais, que predominam na parte aérea das plantas, existem ramos subterrâneos profundamente modificados, quer no eixo caulinar, quer nas folhas, e que adquiriram novas funções.
    É o que sucede com os rizomas, tubérculos e bolbos.
    Rizoma é um ramo subterrâneo, com o eixo carregado de substâncias de reserva, e cujas folhas estão reduzidas a escamas, como no selo-de-Salomão (Polygonatum odoratum).
Selo-de-Salomão (Polygonatum odoratum)
    Tubérculo é, também, um ramo subterrâneo, de eixo curto, dilatado e carregado de substâncias de reserva, e com as folhas reduzidas a pequeníssimas escamas, como sucede na batateira (Solanum tuberosum).
Batateira (Solanum tuberosum)
    Bolbo é, também, um ramo subterrâneo, com o eixo muito reduzido e as folhas carregadas de substâncias de reserva.
    O bolbo pode ser escamoso, como o da açucena (Lilium candidum), quando as folhas estão reduzidas a escamas estreitas e imbricadas.
Bolbo da açucena (Lilium candidum)

     Ou entunicado, como o da cebola (Allium cepa Lin.), quando as folhas se transformam em largas capas, que se envolvem umas às outras.

Bolbo da cebola (Allium cepa Lin.)

    A própria flor não passa dum ramo profundamente modificado e adaptado à reprodução.

Sem comentários:

Enviar um comentário