ENFERMAGEM

ENFERMAGEM
É ISTO

sábado, 1 de abril de 2017

ESTUDOS TÊM DEMONSTRADO QUE OS SAPATOS ARRUINAM OS PÉS, E EIS AQUI O PORQUÊ

    Por Kelsey Robertson
    Deseret News Service

    10 de Novembro de 2016



 Escolhe um momento para examinar a maneira como andas.




    Não te envergonhes: basta dar um passeio casual e sentir a maneira como os teus pés interagem com o chão.

    Agora, se estiveres com sapatos, tira-os, e se estiveres descalça pega num par de sapatos e calça-os.





     Levanta-te novamente e caminha, e presta atenção ao teu andar.





     Sentes alguma diferença?
    Noutro dia fiz-me de tola, andando sem rumo ao redor do prédio do meu escritório, mas não estou envergonhada, porque realmente os sapatos mudam a maneira como os pés interagem com o chão, e não necessàriamente para uma boa maneira.
    Reconheci pela primeira vez a diferença entre andar descalça e calçar sapatos quando fui à Tailândia, no Verão passado.

    Até ao final da viagem usei as minhas sandálias Chaco.




    Eram o meu calçado para tudo e não podia imaginar um dia sem elas.
      Até que se romperam.
    As solas caíram no meio da selva e acabei por caminhar penosamente através da Tailândia, por aeroportos, casas de banho ordinárias e, eventualmente, pela Califórnia, sempre descalça.


     Antes de chorares de desgosto e desconsiderares o resto deste artigo, fica a saber  que gosto e calço sapatos.
     Tenho mais de 50 pares de sapatos, o que é uma obsessão leve, portanto não sou anti-calçado, mas a semana em que andei descalça foi gloriosa e, como ficou demonstrado, extremamente boa para o meu corpo.


     O movimento descalcista não é apenas para os entusiastas do ar livre.


    A ciência mostra-nos a razão pela qual todos nós devemos esforçar-nos por abraçar certos aspectos de andar descalço.
     Pés descalços = pés saudáveis.
    Em 2007, foi feito um estudo na África do Sul, comparando os pés de esqueletos antigos aos pés de Zulus e povos europeus.
    Encontraram dois fenómenos muito interessantes:
    Primeiro, descobriram que os esqueletos tinham os pés mais saudáveis de todas as quatro populações, o que os levou a concluir que as pessoas tinham pés mais saudáveis antes da invenção do calçado.
    Em segundo lugar, descobriram que os povos Zulu têm os pés mais saudáveis, e os europeus os menos saudáveis!

    A população Zulu anda muitas vezes descalça, enquanto que os europeus representam aqueles de nós que usam sapatos numa base diária.


    Será realmente verdade?
    Uma vida inteira a usar sapatos muda realmente a nossa marcha natural e as tendências naturais dos nossos pés ao andar.
    Quando te pedi para examinares mais cedo a tua maneira de andar notaste que a tua marcha é muito diferente quando andas calçada.
    Um passo descalço começa a partir do calcanhar e termina no dedo do pé.

     Os pés moldam-se naturalmente ao chão e impulsionam-te para a frente.


     Os pés não podem executar essas mesmas funções quando enfaixados em sapatos.
    Quando calçamos sapatos, damos um passo adiante com extrema força sobre os nossos calcanhares, e então os pés permanecem planos como a sola de borracha dos sapatos, rolam para a frente e usam os músculos da perna para caminharem penosamente passo após passo.
    Isto é anormal quanto à forma como os pés se devem mover. 
    Como é que os sapatos danificam o corpo?
    A maioria das pessoas está tão acostumada a andar calçada e mudaram a marcha de tal maneira que os calcanhares sofrem o maior impacto de cada passo.
  
Quando calçamos sapatos pousamos primeiro o calcanhar e, portanto, os sapatos novos são soltos com almofadamento extra no calcanhar para absorver esse choque e pressão.
    Mas todo esse preenchimento só nos faz pisar com mais força, porque os pés não conseguem sentir suficientemente bem o chão, o que causa mais danos aos nossos pés e articulações.
    Hoje em dia os sapatos arrebitam um pouco no dedo do pé, porque a sola grossa não permite que os pés usem a propulsão natural para a frente que o andar descalça proporciona.
    Os dedos do pé ondulam
naturalmente dentro e aguentam o peso, permitindo que nós andemos, mas os sapatos continuam a insistir em não deixar os pés exercer a sua função.
    

    LINHA DE FUNDO:
 
    Pensamos que necessitamos de nos calçar sòmente porque toda a vida o fizemos.
    Treinamos para confiar em algo de que realmente não precisamos.
    A única razão real para usar calçado é para proteger os pés das pastilhas elásticas nos passeios e dos objectos cortantes nas ruas.

    Haverá sempre uma razão para calçar sapatos, mas a minha preferência pessoal é andar descalça.
    No entanto, se insistires em te calçares, escolhe um par que beneficie os teus pés.
    Calça sapatos sem solas grossas e não tomes como certo caminhar.
    Treina-te a andar naturalmente para que não mates os pés, batendo-os
repetidamente no pavimento.
    Dá cada passo levemente, e deixa esse passo rolar do calcanhar até à ponta dos  dedos do pé.
    Não há necessidade de mudares o estilo de vida, mas aprecia a magnificência dos teus pés, cuidando deles e aprendendo a andar correctamente.


Sem comentários:

Enviar um comentário